Tribunal de Contas realiza a quinta Jornada de Contabilidade Pública em sua sede

Bymariana.oliveira

 

O Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) iniciou hoje, 23/10/2018, a V Jornada de Contabilidade Pública. O evento é voltado para servidores públicos e profissionais de Contabilidade e tem como objetivo a atualização dos principais temas voltados para a área e a valorização do papel do contador público em um cenário de radicais transformações. As 13 palestras serão proferidas no período de 23 a 25 de outubro e também está programado um debate com especialistas da área.

O Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais (CRC-MG) e a Associação Mineira de Municípios (AMM) são parceiros na realização desse evento, que é organizado pela Escola de Contas e Capacitação Professor Pedro Aleixo, do TCE. As quatro primeiras edições da jornada tiveram o CRC-MG como parceiro. A quinta edição, recebeu a adesão da AMM, com a integração do oitavo Fórum Mineiro de Contabilidade Pública Municipal.

O presidente do TCEMG, conselheiro Cláudio Terrão, abriu a jornada contabilista e ressaltou a mudança do Tribunal de Contas, saindo de um controle mais formal para uma atuação mais moderna e cooperativa, que ele classificou de “material”. “Esse evento é apenas um dos elementos que demonstram essa consolidação de mudança de eixo do Tribunal de Contas no sentido de compartilhar conhecimento. Muitas vezes, cabia ao Tribunal apenas uma feição de punir pela ilegalidade”, contextualizou. Na visão do presidente, este tipo de controle não atinge a efetividade que a sociedade espera.

Desafio

Cláudio Terrão convidou os participantes a refletirem sobre o desafio de dar efetividade às técnicas contábeis do século XX, acompanhando o avanço das técnicas atuais, traduzindo para o cidadão a informação contábil. Ele pontuou que o grande desafio dos contabilistas é entregar informação de qualidade como instrumento social, traduzindo e tornando acessível ao cidadão brasileiro esses dados. “Entendo que essa é a Contabilidade Pública do século XXI”, afirmou. Ele também elogiou o papel da Escola de Contas do TCE em oferecer o que há de “mais moderno” para a capacitação do setor público.

A presidente do CRC-MG, Rosa Maria Abreu Barros, também elencou o controle social como principal motivador de aprimoramento do trabalho dos contabilistas. “Estará o cidadão comum percebendo a importância da informação contábil? ”, questionou. Ela também defendeu o “legítimo” poder do cidadão em controlar a gestão do poder público e de zelar pelos recursos da coletividade”, e pontuou: “736 inscritos é um grande passo em prol do controle social”, referindo-se ao público que se inscreveu para participar da jornada.

Palestras

Na parte da manhã, o chefe do Núcleo de Consolidação de Contas Públicas da Secretaria do Tesouro Nacional, Renato Perez Pucci, falou sobre os desafios para a implementação da matriz de saldos contábeis. Em seguida, a conselheira suplente do CRC-MG, Patrícia Regina Teles, falou sobre “Demonstrações contábeis no PCASP”.


Redação: Karina Camargos Coutinho | Coordenadoria de Jornalismo e Redação

Clique aqui e confira a programação completa

Clique aqui e acesse as fotos no Flickr do TCEMG

mariana.oliveira administrator

X