TCEMG participa de live sobre desafios da educação em tempos de pandemia

Bymariana.oliveira

A diretora da Escola de Contas e Capacitação Professor Pedro Aleixo do TCEMG, Naila Mourthé, participou, na manhã desta segunda-feira (17/08), da terceira live da série sobre os desafios da educação durante a atual crise causada pela pandemia da Covid-19. O evento foi realizado através do programa “Piauí na Ponta do Lápis” e contou com mediação da conselheira do Tribunal de Contas do Estado do Piauí TCE/PI, Lilian Martins, além da participação de palestrantes de diversos órgãos de fiscalização.

Com uma proposta de reflexão sobre o atual momento que vivemos, Naila iniciou sua apresentação com algumas perguntas aos participantes da live. “Qual a importância de um trabalho em Rede? Quem são as pessoas que aciono nos momentos de dificuldades na minha rotina de trabalho e pra quem ofereço ajuda no enfrentamento dos problemas? Pra quem trabalho? Como eu como servidor público estou servindo ao público? Quais são os legados dos tempos que estamos vivendo e o que vai acontecer daqui a pouco? ”, questionou ela. 

A partir disso, a diretora apresentou o olhar que o TCEMG oferece para a área da educação ao compartilhar alguns de seus programas como o ”Na Ponta do Lápis”, que tem o objetivo de ser um mediador entre a comunidade escolar e os gestores públicos buscando soluções para os problemas do cotidiano nas unidades de ensino. Ela lembrou que “agora, mais do que nunca, durante esse momento de pandemia, a ferramenta é uma forma de dar visibilidade aos gestores que, mesmo de forma remota, podem conhecer a realidade e saber dos pontos mais críticos pra esse planejamento da volta as aulas de forma responsável, analisou”. 

A professora destacou o trabalho do TCE de ampliação das suas ações para continuar dando a atenção devida a educação como política pública. A criação de espaços reais de diálogos é uma das estratégias utilizadas pelo Órgão. “Queremos trazer a realidade local de forma transparente para todos os envolvidos e assim tentar minimizar a crise na educação”, ponderou ela.

Naila comentou que segundo o Ministério Público de Contas de Minas Gerais existe uma grande expectativa de queda nas receitas destinadas a educação atrelada ao aumento do número de matrículas na rede pública e ao incremento das despesas com segurança sanitárias das escolas. Por esse motivo ela reforçou a importância em contribuir de forma “assertiva” e “oportuna” nas ações para esse setor.

O Chefe da Divisão de Fiscalização da Educação do TCEPI, Gilson Araújo, explanou sobre as atividades desempenhadas pelo setor no TCEPI. Logo em seguida, a Promotora de Justiça do Ministério Público Estadual (MPPI), Flávia Cordeiro, comentou sobre a atuação do órgão durante a crise, na busca por soluções e na defesa do direito ao ensino. A Coordenadora Estadual da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCMEPI) Maria Antônia Costa, explicou algumas das dificuldades que os gestores dos municípios enfrentam para regularizar o calendário de suas redes de ensino.

A atividade completa, com todas as informações, estatísticas e debates, está disponível no canal do youtube do TCEPI.

Parcerias TCEMG

Entre várias parcerias do TCEMG que buscam fortalecer os vínculos entre gestores, educadores, conselheiros das políticas públicas, Tribunais de Contas, Ministério Público, Controladoria –Geral, UNCME, UNDIME, fóruns de educação, entre outros, a diretora da Escola de Contas, Naila Mourthé, citou a Rede Integrar. O projeto, em parceria com o TCEMG e outros estados brasileiros, visa integrar o aprimoramento do Controle Externo para a melhoria dos serviços públicos e elegeu a Educação como primeiro modelo de acompanhamento de políticas públicas. Ela citou também o projeto “A Educação Não Pode Esperar”, em parceria com o Instituto Rui Barbosa, o projeto “Educação que faz a diferença” e apresentou os resultados de uma ação do TCEMG, lançado em junho deste ano, que é o “Diagnóstico dos Conselhos Municipais de Educação de Minas Gerais”. Uma pesquisa com o objetivo de oferecer subsídios para a atuação dos agentes públicos na busca do aprimoramento das políticas de educação e para futuras ações do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG).

Para ler o diagnóstico CLIQUE AQUI.

Luiz Gustavo Ribeiro / Coordenadoria de Jornalismo e Redação

mariana.oliveira administrator

X