Garanta sua vaga para o evento “Tribunal do Futuro e a Agenda 2030” nesta sexta-feira

Bymariana.oliveira

Nesta sexta-feira (7/8/2020), às 10h, será realizado o webnário “TC do Futuro e a Agenda 2030”. Clique aqui e inscreva-se. O evento será transmitido pelo canal oficial do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) no Youtube. Este será o terceiro painel do seminário Tribunal do Futuro. Iniciado em maio deste ano, o seminário tem como objetivo fomentar a discussão de temas relevantes para a atividade dos órgãos de controle. O conselheiro ouvidor do TCEMG Durval Ângelo será o mediador deste debate virtual.

São debatedores no evento: o doutor em Direito Fernando Mânica; A advogada formada pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Juliana César e o economista Nelson Nei Neto.

De acordo com a organização do evento, o webnário “é uma oportunidade para que servidores, gestores, sociedade civil e Terceiro Setor possam promover uma discussão qualificada sobre qual o papel dos tribunais de contas na Agenda da Organização das Nações Unidas (ONU).” Também é um momento de analisar como os tribunais podem auxiliar no alcance dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030.

A Agenda 2030 é um plano de ação mundial que tem como objetivo melhorar a vida no planeta Terra. O documento foi firmado em 2015 na sede da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova Iorque. Na ocasião, os líderes mundiais se comprometeram a alcançar os 17 objetivos propostos pela ONU.

Ao todo, 193 países decidiram adotar os planos da Agenda e participam da ação. A Agenda 2030 é baseada nos 17 objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) e em 169 metas complementares, atingindo os pilares econômico, social e ambiental. A ideia da Agenda é que no período de 2016 a 2030, programas e ações sejam desenvolvidos pelos países membros da Organização das Nações Unidas (ONU). Erradicar a pobreza extrema, reforçar a paz e buscar o desenvolvimento sustentável são os objetivos gerais.

O tema vem sendo amplamente debatido na sociedade civil organizada e em diversas instituições públicas brasileiras. “O seu debate no ambiente dos tribunais de contas é importante devido ao exercício do controle externo das cortes de contas”, explica a organização do seminário. O Tribunal do Futuro tem o apoio do Instituto Rui Barbosa (IRB) e faz parte do plano estratégico do TCEMG (2021– 2026).


Redação: Karina Camargos Coutinho | Coordenadoria de Jornalismo e Redação | Diretoria de Comunicação

mariana.oliveira administrator

X