Diretores de escolas estaduais de BH conhecem o Programa Na Ponta do Lápis

Bymariana.oliveira

O Tribunal de Contas (TCEMG) recebeu na tarde de ontem, 21 de junho, no Auditório Vivaldi Moreira, aproximadamente 250 pessoas entre diretores, inspetores, analistas e técnicos financeiros da Superintendência Regional de Ensino Metropolitana B, que reúne 11 municípios. Também estiveram presentes o superintendente, Webster Silvino de Oliveira, e a diretora do Instituto de Ciências da PUC Minas, Carla Ferretti, para conhecerem as ferramentas desenvolvidas pelo Tribunal para contribuir na efetivação do Plano Nacional de Educação (PNE), principalmente, no que ser refere à Meta 7, relacionada à infraestrutura.

A assessora da Presidência do TCEMG e educadora, Naila Mourthé, iniciou sua apresentação falando aos convidados sobre o orgulho de apresentar o Programa Na Ponta do Lápis, pois se trata de um projeto desenvolvido pelo Tribunal de Contas, mas executado a muitas mãos. A educadora ressaltou que “sem a participação de vocês, não adianta a gente oferecer uma arma tão potente como o Na Ponta do Lápis”. E afirmou que o comprometimento dos gestores e professores é essencial para a ação transformadora da educação na vida das pessoas.

Naila ressalvou que a intenção do Tribunal de Contas ao entregar o aplicativo para celulares Na Ponta do Lápis, uma ferramenta de transparência à sociedade, é aproximar a comunidade dos gestores da educação – sejam eles diretores, inspetores, superintendentes, secretários, prefeitos ou governador – para a solução dos problemas. Ela observou que esconder os problemas não faz com que eles se resolvam por si só. “É preciso enfrentar e resolver aquilo que for possível, dentro da competência de cada um”, afirmou a assessora.

Um motivo de comemoração para Naila, foi o cadastramento de 100% dos gestores das escolas estaduais no SGI (Sistema de Gestão de Identidade) do Tribunal de Contas. A partir de agora, os 3634 diretores que já receberam a senha de acesso à ferramenta de gestão do Na Ponta do Lápis, poderão acompanhar as informações do aplicativo em tempo real.

Cada etapa do cadastramento no aplicativo foi apresentada no telão do auditório pela assessora da Presidência. Ela também demonstrou o relatório de avaliação dos cadastros realizados e as possibilidades abertas ao login do gestor: as semelhanças com o sistema do cidadão, as diferentes telas contendo as categoria e subcategorias dos relatos e os espaços destinados ao acompanhamento e resposta de cada situação registrada.

Superintendente, Webster Silvino de Oliveira e a diretora do Instituto de Ciências da PUC Minas, Carla Ferretti, na primeira fila

A diretora do Instituto de Ciências da PUC Minas, Carla Ferreti, disse que vê como fundamental a participação da comunidade na melhoria da educação, pois esta é a maior interessada na escola. E ressaltou que “ quanto mais democrática for a participação da sociedade, quanto mais presente as indicações e os indicadores que muitas vezes os gestores não veem, mais rapidamente teremos a melhoria das escolas em todos seus aspectos”. E concluiu “o acesso rápido à informação é um meio para a democratização da gestão de educação no Brasil”.

O superintendente da Regional Metropolitana B, Webster Silvino de Oliveira falou da expectativa de melhorias na educação com a parceria do programa Na ponta do Lápis. “Com a possibilidade dessa parceria dentro do espaço escolar, a gente vai poder elencar os problemas e trabalhar com o próprio diretor da regional, o superintendente e até o secretário. Isso dá uma grande visibilidade para todos os problemas e possibilita a chegada das soluções até a comunidade. Então, com este trabalho participativo, tenho certeza de que até a comunidade, através de sugestões, vai colaborar apontando estes problemas de forma que a gente possa chegar a uma solução em conjunto”.

Alda Clara – Coordenadoria de Jornalismo e Redação

mariana.oliveira administrator

X