Seminário online apresenta aula prática de auditoria financeira

Bymariana.oliveira

O Tribunal de Contas de Minas Gerais realizou, nesta quinta-feira (10/09), o seminário online “Auditoria financeira: a teoria em ação”. O evento teve por objetivo demonstrar como colocar em prática uma auditoria financeira a partir do case de um ente federativo simulado. A abertura do seminário, mediado pelo conselheiro-substituto do TCEMG Adonias Fernandes, teve palestra do conselheiro corregedor do TCEBA, Inaldo Araújo. A “aula prática” de auditoria financeira foi ministrada pelo analista de Controle Externo do TCEMG, Filipi  Oliveira. 

A superintendente de Controle Externo do Tribunal Mineiro, Flavia Alice Lopes iniciou os trabalhos. “Parabenizo toda a equipe de Auditoria Financeira do nosso tribunal pelo brilhante trabalho desenvolvido nos últimos anos. Esse é o segundo evento da área que realizamos neste ano, após o 1º Fórum de Auditoria Financeira do IRB. É uma atividade essencial para o completo trabalho de controle externo. Em nome do presidente Mauri Torres, agradeço a participação de todos”. 

Adonias Monteiro falou sobre a importância do evento. “Um seminário inovador, pois foi planejado para focar na prática, e não apenas na teoria, de uma auditoria financeira. Vamos mostrar todo o fluxo de trabalho, todas as etapas, incluindo planejamento, execução, finalização e emissão de relatórios”. 

Inaldo Araújo fez as considerações iniciais sobre o processo de auditoria financeira, relembrando sua história e legislação vigente, reforçando a importância desses trabalhos na consolidação de democracia. “A classe política eleita tem obrigação legal de fazer demonstrativos contábeis da arrecadação e dos gastos públicos. Esses documentos são avaliados e, posteriormente, validados ou não por processos de auditoria, via chancela dos Tribunais de Contas de todo o país. A auditoria diz ao público em geral se tais documentos estão corretos ou não”.

Aula prática

Coube ao analista do TCEMG, Filipi Oliveira, ministrar a aula prática, carro-chefe do seminário virtual. Ao longo do evento, Filipi apresentou os principais papéis de trabalho de planejamento, execução, finalização e elaboração de relatório, bem como a construção do raciocínio que embasou o preenchimento desses papéis.

O analista fez uma introdução sobre a entidade auditada, incluindo aspectos como histórico, premissas, operações e demonstrações financeiras. Em seguida, discorreu sobre as quatro etapas do processo de auditoria financeira: planejamento, execução, finalização e emissão de relatório. No planejamento, Filipi ressaltou aspectos como análises preliminares, avaliação de risco, respostas a riscos, procedimentos adicionais e pedido de análise e solicitações para fase de execução.

O próximo passo foi demonstrar a execução, mostrando testes de eficácia operacional de controles, procedimentos analíticos substantivos, teste de detalhes e conclusão sobre a área de auditoria (FSA). Por fim, o analista do TCEMG expôs os procedimentos de finalização e emissão de relatório de auditoria, incluindo os reflexos na matriz de achados e cédula de efeitos, relatório sobre deficiências de controle interno e comentários da administração, e a redação final da opinião da equipe de auditoria. 

A aula sobre auditoria financeira foi acompanhada por mais de 300 alunos, de tribunais de contas e entidades parceiras de todo o país. Para saber sobre mais eventos realizados pela Escola de Contas do TCEMG, acesse o site, clicando aqui

Lucas Borges / Coordenadoria de Jornalismo e Redação

mariana.oliveira administrator

X