Professor destaca presença crescente de ‘ativos digitais’ no mundo

Bymariana.oliveira

Quem não tem algum aparelho em casa que não desliga sozinho depois de finalizar a sua função? Ou quem não usufruiu de um equipamento disparado por algum sensor? Esses e outros exemplos de uso de tecnologia foram discutidos hoje, 22/11/2018, em palestra realizada na Escola de Contas e Capacitação Professor Pedro Aleixo, órgão pedagógico do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG). O palestrante Fernando Zaidan explicou que essa transformação de tudo que é material (átomos) para o que não é palpável (bits) é uma realidade cada vez mais presente em nossos dias. Esses “ativos digitais” são a base da transformação digital no mundo.

Zaidan, que é arquiteto de dados, explicou que o termo “transformação digital” foi criado nos anos 2000 e que o uso da tecnologia pode melhorar radicalmente o desempenho e o alcance das empresas. Ele informou que, para isso, todo o planejamento tecnológico tem que estar integrado com a empresa. “O desafio é usar os dados dispersos dos sensores e transformá-los em riqueza, migrar a ‘economia’ dos átomos para a economia dos bits (bit economy)”, assinalou.

O professor informou que a velocidade dessas mudanças é tão grande que, quatro de cada dez empresas, vão perder ou já perderam a relevância nos últimos anos e que isso inclui até mesmo a Uber. Ele também revelou que 88% das empresas caminham para a transformação digital, mas que quase um terço delas não sabem o propósito disso. Zaidan também disse que 39% das empresas têm projetos de forte transformação digital e que 51% têm resistência a mudanças.

Redação e foto: Karina Camargos Coutinho | Coordenadoria de Jornalismo e Redação

mariana.oliveira administrator

X