Escola de Contas recebe “A” na avaliação do Conselho Estadual de Educação

Bymariana.oliveira

 

A Escola de Contas e Capacitação Professor Pedro Aleixo passou pela avaliação do Conselho Estadual de Educação para recredenciamento para a oferta de cursos de pós-graduação. A escola do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) alcançou pontuação equivalente a um “A” durante a verificação de diversos quesitos e continuará oferecendo cursos de pós-graduação cem por cento gratuitos. Esta avaliação, realizada a cada 5 anos, é condição imprescindível para que as escolas de governo ofertem cursos de pós-graduação presenciais. Para ofertar cursos a distância, a Escola de Contas foi credenciada, em 2017, pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC).

A diretora da Escola de Contas, Silvia Ribeiro de Araújo, explicou que o processo foi de muita dedicação, pois foi preciso comprovar toda a prática acadêmica por meio de documentos. “Tivemos que resgatar tudo dos últimos anos, todas as avaliações, todas as ações que foram realizadas e também elucidar o caráter social da pós-graduação”. Contudo, a diretora disse que permaneceu confiante quanto à certificação do Conselho Estadual pois, segundo ela, sua equipe entrega um trabalho de excelência. “A pós-graduação, coordenada pelo Evandro Guerra, desenvolve o trabalho com primazia; as atividades de extensão, executadas pela coordenadoria de Capacitação- coordenador Henrique Quites, também são desenvolvidas com total zelo; a Ana Marta Gonçalves Araújo, Coordenadora da Biblioteca, dá todo o suporte necessário para os alunos e professores dos cursos de pós-graduação; a Cristina Montenegro, Secretária Acadêmica, é extremamente cuidadosa com os procedimentos e dá aos alunos uma atenção diferenciada. Ressalta, também, a importância para a Escola de uma Coordenadoria específica para a pós-graduação, cujo trabalho é refletido no resultado dessa avaliação.

O credenciamento da Escola de Contas foi em 2012 e, a partir de 2014, passou a ofertar cursos de pós-graduação como escola autônoma. Neste período formaram-se cinco turmas, em cursos de Gestão Pública, Gestão Pública com ênfase em Resultados e em Análise de Dados aplicados ao Controle Externo. Segundo Silvia, a Escola finaliza, ainda esse ano, o curso de pós-graduação em Finanças Públicas, formando duas turmas.

Silvia explicou a importância do recredenciamento da Escola de Contas pois, além da continuidade da oferta dos cursos de pós-graduação, atividade de extremo valor para a Escola, é também um reconhecimento do trabalho realizado por toda a equipe. Ressaltou que a capacitação faz parte da função do Tribunal de Contas ao evitar o mau uso dos recursos públicos. Para ela, trata-se de uma parceria para o controle preventivo, que pode ser, em muitos casos, mais eficaz que a fiscalização posterior.

mariana.oliveira administrator

X