Escola de Contas forma primeira turma de pós-graduação em Finanças Públicas

Bymariana.oliveira

O Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais – TCEMG, realizou hoje, 11/12, a formatura de 56 alunos do curso de pós-graduação com especialização em Finanças Públicas, da Escola de Contas e Capacitação Professor Pedro Aleixo. A cerimônia de encerramento ocorreu no Auditório Vivaldi Moreira e recebeu familiares e amigos dos formandos, além de uma mesa de honra composta pelo conselheiro substituto Hamilton Coelho; a diretora da Escola de Contas e Capacitação Professor Pedro Aleixo, Silvia Ribeiro de Araújo; o coordenador de pós-graduação da Escola de Contas, Evandro Guerra, o paraninfo da turma, Pedro Henrique Azevedo; o professor homenageado Fernando Calazans e a colaboradora homenageada, Cristina Montenegro. 

O conselheiro substituto, Hamilton Coelho, abriu a cerimônia enaltecendo a formação dos alunos em uma pós-graduação e por se dedicarem a fazer a diferença para o bem comum da sociedade, seja no meio acadêmico ou no controle externo. Em seguida, a aluna Priscila Alves Ferreira Prates, escolhida como oradora da turma, fez um discurso em nome dos alunos. Priscila fez uma retrospectiva de algumas experiências vividas em sala de aula com seus colegas e professores, relembrando situações que fizeram de toda a trajetória um grande aprendizado. A aluna lembrou de momentos que geraram debates e trouxeram uma mistura de sentimentos como espanto, indignação e vontade de fazerem algo. “Nesse cenário de crise que temos vivido, tentávamos a todo momento ter um olhar técnico para as situações e ao tentar trazer uma resposta justa e compatível, sempre acabávamos esbarrando nos princípios constitucionais”, disse a oradora. 

A formanda fez um agradecimento especial ao professor Evandro, por ter sido idealizador do primeiro curso de Finanças Públicas em Minas Gerais. “Eu imagino que quando o professor Evandro teve a ideia de promover um curso que não existia no Estado, e somente duas escolas no país o oferecem, provavelmente ele encontrou obstáculos, mas ele prosseguiu”, e continuou citando uma passagem bíblica, do apóstolo Paulo, que ensina que “só um pouquinho de fermento já leveda toda a massa”. Ela então fez uma analogia ao ensinamento de Paulo e a atitude do professor que, “graças ao pouquinho de fermento que ele jogou, foi o suficiente para nos trazer aqui”, comparou Priscila. 

A oradora continuou dizendo que isso é motivo ímpar para que eles possam, a partir de agora, levar adiante tudo o que aprenderam até o ponto de transformar o cotidiano de várias pessoas.  E encerrou deixando um conselho aos colegas de curso: “não desanimem, sejamos um fermento que vai levantar essa massa um pouquinho falida, e deixá-la, se não superavitária, no mínimo equilibrada”, despediu-se, sendo ovacionada por todos presentes. 

Após esse momento, o paraninfo convidado pela turma, professor Pedro Henrique, também disse algumas palavras. “É uma alegria muito grande para mim estar nessa cerimônia de encerramento, principalmente como padrinho dessa turma tão querida. A primeira palavra que eu dirijo aos meus alunos e principalmente à escola, é de gratidão. Gratidão por fazer parte de um corpo docente tão qualificado e experiente como é o da Escola de Contas”, iniciou Pedro. O professor agradeceu também por ter aprendido matérias “complicadas e nebulosas”, como orçamento público e economia, e teve que sintetizá-las no curso para poder passar aos alunos, com uma dose um pouco mais palatável para que eles conseguissem aprender. 

Foto: Thiago Rios Gomes

O professor se recordou que durante os encontros com a turma, por várias vezes, foi necessário recorrer a analogias e exemplos para tornar mais palpável o entendimento de orçamento público. Por fim, Pedro fez uma alusão ao discurso da oradora dizendo que “devemos sempre seguir a vida: em primeiro lugar, aproveitando cada momento e em segundo lugar, fazendo bem a qualquer pessoa. Como paraninfo de vocês, eu me sinto na obrigação de passar essa mensagem final: aproveitem todos os seus dias, vivam bem, façam amigos, corram atrás dos seus sonhos e se dediquem para conquistar aquilo que vocês querem e aquilo que é seus de direito. O dia de hoje, sem dúvida, é o mais importante de suas vidas”, finalizou.

A diretora da Escola de Contas, Silvia de Araújo, encerrou oficialmente a cerimônia, na ocasião representando o presidente do Tribunal de Contas, e lembrou que  o papel de todos os alunos, corpo docente da escola e outros servidores que acompanhavam a formatura é prestar um bom serviço público.  “É preciso que a gente sempre se lembre e reoriente as nossas atividades pensando que, estamos em busca de um resultado para a sociedade que é a melhoria da prestação do serviço público”, destacou a diretora. 

Durante a cerimônia ocorreu um momento de agraciação, onde foram entregues placas de homenagens à Pedro Henrique Azevedo, Fernando Calazans, Cristina Montenegro, Evandro Guerra e à oradora da turma, Priscila Alves Ferreira Prates. A aluna Rafaela Silveira Deus recebeu das mãos da diretora da escola o Título de Mérito Acadêmico por obter as melhores notas no curso. 

Texto: Luiz Gustavo Ribeiro / Coordenadoria de Jornalismo e Redação

mariana.oliveira administrator

X