Ministro do TCU afirma que Controle Externo tem capacidade de modificar o Brasil

Bymariana.oliveira

O Ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, apresentou, na tarde de hoje (8/10), trabalho do órgão sobre Governança Pública que, segundo ele, tem a capacidade de modificar a administração pública do país. “A sociedade está cansada de improviso, do não planejamento, da não entrega de bons serviços de educação, saúde, transporte. Os tribunais de contas podem fazer a diferença. Não somos governo, mas temos quadros excelentes de pessoal. O Controle é permanente, enquanto os governos são voláteis. Direcionar a gestão é um dos principais papéis da governança, e, fazendo isso, vamos resgatar a esperança no Brasil”, explicou. A fala de Nardes foi durante sua conferência no Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas, que foi realizado em Belo Horizonte pelo Instituto Rui Barbosa, com apoio do Tribunal de Contas do Estado (TCEMG).

O ministro constatou que o Brasil vive uma guerra social, já que 70 milhões de pessoas estão tão fragilizadas a ponto de precisarem do Bolsa Família. Para ele, a situação deve ser enfrentada com pragmatismo e avaliação da educação pública. “Fizemos uma grande auditoria na educação e os números não são bons. Dos 51 milhões de jovens brasileiros, apenas 25 milhões vão concluir o ensino médio, ou seja, vão desempenhar atividades que não vão contribuir para a melhora da competitividade nacional”, informou.

Outra preocupação de Augusto Nardes é a responsabilidade fiscal. Segundo ele, se não fosse a atividade fiscalizatória dos tribunais de contas todo o esforço de responsabilidade fiscal estaria enterrado. O Ministro lamentou que alguns governos estão em dificuldade no presente por terem aumentado a estrutura estatal de forma inconsequente. “Em curtíssimo tempo não teremos como pagar aposentados e precisaremos cortar salários de servidores”, alertou.

mariana.oliveira administrator

X