Escola de Contas comemora 25 anos de muitas histórias

ByThalita Costa

Há 25 anos, no dia 13 de março de 1996, na gestão do ex-Presidente Flávio Régis Moura e Castro, era criada por intermédio da Resolução nº 03/96 a Escola de Contas e Capacitação Professor Pedro Aleixo. Com a missão de levar conhecimento técnico aos servidores do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) e aos jurisdicionados, a instituição se tornou pioneira no ensino a distância sendo a primeira Escola de Contas do país, credenciada pelo MEC, para ministrar cursos de pós-graduação lato sensu, na modalidade presencial e a distância (EAD).

Só no último ano, em 2020, a Escola de Contas do TCEMG capacitou mais de 17 mil pessoas entre jurisdicionados, conselheiros de políticas públicas e sociedade civil durante centenas de eventos de capacitação em todas as áreas de interesse da Administração Pública. Mais de 3000 alunos conquistaram seu diploma de pós-graduação em cursos de especialização em Contabilidade, Controle Externo, Gestão Pública, Análise de Dados, Finanças Púbicas entre outros ofertados em parceria com a PUC e como Escola autônoma.

Aluno nos cursos de Análise de Dados e Controle Externo e Avaliação da Gestão Pública, o conselheiro do TCEMG Sebastião Helvecio fala da sua satisfação em fazer parte dessa história. “A Escola de Contas Professor Pedro Aleixo é o braço pedagógico do Tribunal e por isso é esperança de melhor gestão da administração pública”. O conselheiro também foi professor do curso de “Especialização em Direito Público: Controle de Contas, Transparência e Responsabilidade”, ofertado em 2013 em parceria com a PUC. “Como aluno e professor da nossa Escola tenho a clareza da sua relevância”, afirmou ele.

Para a diretora da escola, Naila Mourthé “essa é uma história que vem sendo construída com muitas mãos e inegáveis contribuições”. Entre essas colaborações, Naila relembra nomes como o da falecida conselheira Adriene Andrade que trabalhou muito para que a escola fosse reconhecida como escola de governo e tivesse o credenciamento junto ao MEC. Ela também agradeceu de forma “inequívoca” todo o investimento que foi feito na escola durante toda a gestão do conselheiro Mauri Torres.

Acontecimentos que marcaram a história da Escola

Desde a sua criação, até o ano de 2012, a Escola de Contas do TCEMG manteve convênio com a Pontifícia Universidade Católica (PUC Minas) ministrando cursos de pós-graduação lato sensu para 2.132 alunos. Em setembro de 2012, o Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais avaliou a Escola de Contas e a conceituou com um “triplo A”, referente aos quesitos organização do curso, corpo docente e infraestrutura física e tecnológica. No dia 29 de novembro de 2012, o Governador em exercício do Estado de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, assinou o Decreto nº 740/2012, publicado no Diário do Executivo do dia 30 de novembro de 2012, que credencia e autoriza o funcionamento do curso de pós-graduação da Escola de Contas e Capacitação Professor Pedro Aleixo do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais.

A partir de então, ela está certificada como escola formal de ensino sem a necessidade de convênio com instituição particular para certificar seus cursos. Em 10 de fevereiro de 2014 lançou os primeiros três cursos do programa autônomo, sendo dois de aperfeiçoamento e um de especialização, na modalidade presencial.

Além do reconhecimento pelo MEC para os cursos EAD, em 2017 a Escola de Contas se tornou a primeira do país a ser credenciada pelo CNPQ para fins de registro de suas pesquisas, havendo, atualmente, seis projetos inscritos. Em 2018, a Escola encerrou três cursos de pós-graduação lato sensu, formando 250 especialistas em gestão pública e controle, 30 especialistas em análise de dados aplicados ao controle externo e 60 especialistas em finanças públicas.

Em 2020 lançou o 1º curso a distância de Especialização em Finanças Públicas do país. A especialização é o primeiro curso da Escola de Contas oferecido completamente com EaD e formou 36 alunos que receberam o título de especialistas em Finanças Públicas. A instituição foi reestruturada e ampliou seu Núcleo de Educação a Distância adequando-se às exigências para desenvolver a modalidade. “A formação do núcleo de EAD é um investimento tanto físico quanto humano para que a escola se consolide ainda mais como uma Escola de referência pra formações de gestores e de referência para outras escolas”, destacou a diretora Naila Mourthé.

A Escola inicia o ano de 2021 com novas instalações e equipamentos que possibilitam levar conhecimento aos gestores e jurisdicionados a distância. Ela agora possui estúdio de gravação de videoaulas, novo laboratório de informática e salas de aula mais modernas. “Como professor desde 2003 e coordenador da pós-graduação há quatro anos, sinto-me extremamente gratificado por ter a oportunidade de participar diretamente, contribuindo para o crescimento da escola e dos nossos alunos”, declara o coordenador do curso de pós-graduação, Evandro Guerra.

Thalita Costa administrator

X