Encontro em Juiz de Fora recebe público recorde

Bymariana.oliveira

O primeiro Encontro Técnico “O Tribunal de Contas e os Municípios”, com o tema Planejamento e controle em favor do desenvolvimento local, após a publicação do novo Estatuto Mineiro da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, que entrou em vigor no início do mês, recebeu um público recorde em Juiz de Fora.[leia mais]

Na abertura, o Vice-Presidente do TCEMG, Conselheiro Sebastião Helvecio, que representou a Presidente Adriene Andrade, disse estar orgulhoso da participação de diversas autoridades ligadas diretamente à causa do desenvolvimento local. Estiveram presentes na mesa de honra o Presidente da ALMG, Deputado Dinis Pinheiro; o Deputado Federal Júlio Delgado; o Deputado Estadual, Leonardo Moreira; o Prefeito de Juiz de Fora, Bruno Junqueira; o Presidente da Associação dos Municípios do Vale do Paraibuna (Amvap) e Prefeito de Rio Pomba, Fernando Antônio Dutra Macedo, que representou o Presidente da AMM, Antônio Carlos Andrada; o Presidente da Atricon, Conselheiro Antônio Joaquim, o Presidente da Fiemg Regional Zona da Mata, Francisco Campolina; o Gerente Nacional de Políticas Públicas do Sebrae, Bruno Quick; o Diretor de Operações do Sebrae Minas, Fábio Veras, e o Tenente-Coronel Moizes Ricardo Pinto, Comandante do 27º Batalhão da Polícia Militar.

Sebastião Helvecio convidou os participantes do encontro para acessar o Portal do TCEMG e acompanhar o mapeamento feito pela instituição das receitas e despesas dos 853 municípios de Minas. “Usem esse caminho, o caminho do controle social” – convocou. De acordo com o Conselheiro, o novo Estatuto abre a possibilidade de os municípios destinarem recursos de R$ 1,5 bilhão para a contratação de empresas locais, gerando riquezas e, principalmente, trabalho para os moradores da região. “Só com trabalho teremos uma sociedade mais justa, honesta e solidária”, concluiu.

Para o Presidente da ALMG, Dinis Pinheiro, a parceria estabelecida entre essas instituições na defesa do desenvolvimento local, é um dos momentos mais ricos já vividos na sua vida pública. Ele alertou que “o novo Estatuto é fabuloso, mas é preciso que seja despertado nos municípios e no Estado para que possamos colher seus frutos”.

O Presidente da Atricon, Conselheiro do TCE-MT, Antônio Joaquim, afirmou que “as cortes de contas são as maiores instituições da República brasileira capazes de estimular o controle social” e fez mais um apelo para que a emenda constitucional que cria o Conselho Nacional dos Tribunais de Contas seja aprovada pelo Congresso Nacional.

O Prefeito de Juiz de Fora, Bruno Siqueira, também enalteceu a atuação dos tribunais de contas e salientou que, com suas contribuições, pode-se evoluir muito na administração pública municipal, “com uma gestão mais eficiente, menos burocrática e mais democrática”.

Na opinião do Deputado Federal Júlio Delgado, “não adianta se discutir contas se não houver recursos para gerá-las. Daí a importância da aplicação do novo estatuto para motivar o desenvolvimento, mesmo diante da crise atual de arrecadação”.

O Presidente da Amvap, Fernando Antônio Macedo, chamou a atenção para o avanço alcançado pelo Tribunal de Contas mineiro, convocou seus associados para que acompanhem essa evolução, “por meio da qualificação e da capacitação em encontros como esses”.

O Diretor de Operações do Sebrae Minas, Fábio Veras, defendeu o mapeamento da atividade econômica local, “identificando-se os potenciais fornecedores e produtores regionais para que a nova legislação possa, aí sim, alcançar sua completa eficácia”.

Fonte: Assessoria de Jornalismo e Redação
Imagem: Assessoria de Jornalismo e Redação

mariana.oliveira administrator

X